Cirurgia robótica

Pioneirismo em Cirurgia Robótica urológica no Centro Oeste

A urologia passou por algumas transformações importantes nas últimas décadas com o surgimento da cirurgia laparoscópica. O acesso aos órgãos internos do paciente não mais era obtido pelas clássicas incisões, mas através de pequenos orifícios pelos quais se introduziam pinças e câmeras. Inicialmente imaginou-se que estas técnicas substituiriam definitivamente a maneira tradicional de se operar.

O tempo, entretanto, mostrou que se em alguns casos a laparoscopia de fato tinha se tornado o método de eleição para o tratamento, em outros a cirurgia aberta ainda permanecia como primeira escolha: se não melhor, ao menos equivalente em seus resultados. Isso porque a laparoscopia é tecnicamente desafiadora, com uma curva de aprendizado acentuada e determina certa limitação aos movimentos do cirurgião.

Cirurgia Urológica Robótica

O debate se reacende com uma evolução da cirurgia laparoscópica. O acesso é o mesmo – minimamente invasivo – com a introdução de câmera e pinças por pequenas incisões, mas agora os movimentos são exercidos com maior precisão por braços robóticos ligados a instrumentos que imitam os movimentos da mão humana.

Há cerca de 10 anos os consoles robóticos estão disponíveis no Brasil, mas nos últimos anos, passada a euforia inicial, dados mais completos nos mostram que essa técnica tem vantagens em alguns aspectos fundamentais.

Cirurgia Urológica por Robô

Vantagens em relação à cirurgia convencional (aberta):

  • Menos invasiva/cortes menores;
  • Reduz sangramentos, dores e risco de infecção;
  • Recuperação mais rápida do paciente;
  • Menor tempo de internação.

Vantagens em relação à cirurgia laparoscópica tradicional:

  • Mais precisão nas cirurgias em locais de difícil acesso, como na região da pelve;
  • Melhor ergonomia — O cirurgião fica sentado em posição confortável, o que ajuda nas cirurgias longas;
  • Mais intuitivo — O robô reproduz movimentos similares aos do cirurgião. Na laparoscopia convencional, o mecanismo de movimentação dos instrumentos cirúrgicos é inverso. O cirurgião movimenta os dedos para a esquerda e a pinça se move para a direita;
  • Visão tridimensional para os cirurgiões.
Cirurgia Urológica por Robô

Prostatectomia radical robótica

Play

Nefrectomia robótica parcial direita

Play

Cirurgia robótica – visão geral

Play

Cirurgia robótica para tumores renais

Play
Cirurgia Robótica Urológica
Cirurgia Robótica Urológica

Dr. Sandro Faria

Urologista – Especialista em Cirúrgica Robótica

  • Graduação em Medicina na USP- RP.
  • Especialização em Cirurgia Geral e Urologia pelo HCFMRP- USP.
  • Fellow em Urologia – Emory University, Atlanta – EUA.
  • Capacitação em Cirurgia Robótica no Intuitive Surgical Training Center Hackensack University Medical Center, NJ- EUA e Florida Hospital Nicholson Center, FL –EUA – 2008.
  • Capacitação em Cirurgia Prostática com Green Laser – AMS no Houston Methodist Hospital, TX – EUA– 2010.
  • Médico Urologista do Núcleo de Cirurgia Robótica do Hospital Albert Einstein – SP.
  • Proctor* em Cirurgia Prostática a Laser – American Medical System. AMS.
  • Proctor* em Cirurgia Robótica Urológica – Intuitive Surgical, Inc. – da Vinci Surgical System.
  • Membro Internacional da Associação Americana de Urologia (AUA).
  • Membro Titular Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).
  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Videocirurgia (SOBRACIL).
  • Certificação Mundial em Cirurgia Robótica (Center of Excellence).

cirurgia robótica

cirurgia robô

urologia robótica

cirurgia robótica

cirurgia robô

urologia robótica

cirurgia robótica

cirurgia robô

urologia robótica

cirurgia robótica
cirurgia robô
urologia robótica