A calvície e o aumento prostático são condições de herança genética, dependentes dos níveis individuais de testosterona e da resposta do organismo a esses níveis. Uma pesquisa da Universidade de Granada, na Espanha, observou indivíduos com calvície precoce em comparação com indivíduos-controle. Os calvos apresentaram próstatas 50% maiores e sintomas urinários obstrutivos 4 vezes mais intensos. O curioso é que os níveis de testosterona eram semelhantes nos dois grupos. É provável que os indivíduos com calvície precoce respondam mais intensamente a esse hormônio.

O estudo sugere que pessoas com calvície de cunho genético, de início precoce, tenham maior propensão a sintomas de dificuldade miccional e a aumento prostático que os demais. Não há, entretanto, nenhuma associação com câncer de próstata.

Por Dr. Rogerio Vitiver

Fonte: J Am Acad Dermatol 2012; 66: 401-408